Jornal Caiçaras

Defesa da vida marca programação da ALMG noDia da Mulher

Mostras, debates e rodas de conversa vão abordar o feminicídio, que vitimou em MG uma mulher a cada três dias em 2018.

No momento em que os casos de feminicídio têm preocupado cada vez mais o País, a defesa da vidaserá, este ano, o grande marco da celebração do Dia Internacional da Mulher na Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG).

Com este objetivo, foi preparado, com movimentos e entidades parceiras, o evento Sempre Vivas - Mulheres em Luta contra a violência. A programação será aberta na sexta-feira (8/3/19) com uma solenidade no Salão Nobre da Assembleia, às 9 horas.

Na sequência, às 9h30, na Galeria de Arte da ALMG, será inaugurada a exposição “Memórias de mulheres mineiras e brasileiras em busca de seus direitos”, do movimento Quem Ama não Mata.

A programação do evento se estenderá por toda a tarde, desta vez na Praça Sete (esquina da Rua dos Carijós), no Centro de Belo Horizonte. Ali, a partir do meio-dia, será realizada audiência pública da Comissão de Defesa dos Direitos da Mulher da ALMG, com a presença de diversos coletivos, entidades e órgãos públicos, que se revezarão em debates e rodas de conversas.

Haverá ainda intervenções culturais na praça, com a participação, entre outros, do grupo teatral Morro Encena e da Batucada Núcleo Universitário da Marcha Mundial de Mulheres.

Às 18 horas, após o encerramento do evento, a praça ainda receberá diversas outras manifestações previstas na Capital pelo Dia da Mulher, se tornando ponto de encontro dos movimentos para um ato unificado. Leia mais notícias no Portal da Assembleia.